25 de mai de 2018

LACER não é TIGHTLACER

Calma! você vai entender o pq desta publicação...

Algumas brasileiras adeptas ao TIGHTLACING, por algum motivo desconhecido (acredito que a falta de conhecimento no assunto mesmo - ou uma preguicinha na digitação que confesso até eu tenho) acabaram disseminando um termo que é INCORRETO para expressar o que ela acabou se tornando ao adotar a técnica em sua vida para transformar sua silhueta.

LACER não é TIGHTLACER.


Lacer é nome (marca) registrado de empresa farmacêutica gringa (espanhola) especializada em produtos para saúde, higiene bucal, é nome de xarope, pasta de dente, fio dental...

(update 03/ago/18)
 Fiz uma pesquisa no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial), aqui no Brasil também é patenteada pela mesma empresa, em 1999 e depois em 2006 - patente/registro em vigor ;) Se você quiser fazer a pesquisa, clique aqui.

Lacer (laçador) é um trabalhador que faz o trabalho manual de costurar bolas de futebol e até sapatos.

Lacer é a pessoa que costura a parte da lombada de um livro no momento do encadernamento.

Lacer não é “apelido carinhoso”, quem justifica o uso da palavra desta forma na verdade talvez tenha sido uma desculpa para tentar justificar o próprio desconhecimento da língua inglesa (leia + aqui).



Aquele ® impresso pra não restar dúvidas que a marca já tem registro há anos, não só no Brasil, mas em outras parte do mundo.




+ sobre este print, clique aqui


LACER não é TIGHTLACER.


TIGHTLACER é a denominação correta quando você se refere aquele que é adepto a prática do TIGHTLACING.



Leia sobre: Os efeitos colaterais do tightlacing exagerado, clique aqui.

Sei que pode soar chato, pegação no pé, mimimi… e nunca achei que um dia faria um texto para falar o óbvio. Mas hoje depois que li uma simples dúvida e me dei conta que o fato da pessoa não saber qual era o termo correto, certamente ela não conseguiria PESQUISAR pelo Google sobre o assunto e encontrar grupos de TIGHTLACERS que ela gostaria de conhecer na Europa.

Então é isso, coleguinhas.

Disseminem o termo CORRETO das coisas, tentem não contribuir para o desconhecimento de um assunto que tanta gente já condena por ignorância... assim vocês também estarão ajudando INCLUSIVE a quem está iniciando a buscar e encontrar as informações RELEVANTES que ela realmente precisa.

AHH! Outra coisa e fazendo coro a uma “campanha” que vi algumas corsetmakers fazendo:

CORSET NÃO É CINTA.


NÃO SE FAZ TIGHTLACING COM CINTA - nem as que são mais estruturadas (leia mais aqui)

LEMBRE-SE: Mesmo que sua cinta/modelador seja uma peça mais estruturada, ela NÃO É UM CORSET 😉 saiba mais, clicando aquiaqui e aqui.

uma questão de semântica




1 comentários:

Sabrina Oliveratta disse...

Amei as dicas!
sabrinaoliveratta.com | Instagram

Postar um comentário