25 de mai de 2018

LACER não é TIGHTLACER

Algumas brasileiras adeptas ao TIGHTLACING, por algum motivo desconhecido (acredito que a falta de conhecimento no assunto mesmo - ou uma preguicinha na digitação que confesso até eu tenho) acabaram disseminando um termo que é INCORRETO para expressar o que ela acabou se tornando ao adotar a técnica em sua vida para transformar sua silhueta.

LACER não é TIGHTLACER.


Lacer é nome (marca) registrado de empresa farmacêutica gringa especializada em higiene bucal, é nome de xarope, pasta de dente, fio dental gringo...

Lacer é um trabalhador que faz o trabalho manual de costurar bolas de futebol e até sapatos.

Lacer é a pessoa que costura a parte da lombada de um livro no momento do encadernamento.

Lacer não é “apelido carinhoso”, quem justifica o uso da palavra desta forma na verdade foi uma desculpa que ela encontrou para tentar justificar o próprio desconhecimento da língua inglesa.










LACER não é TIGHTLACER.


TIGHTLACER é a denominação correta quando você se refere aquele que é adepto a prática do TIGHTLACING.



Leia sobre: Os efeitos colaterais do tightlacing exagerado, clique aqui.

Sei que pode soar chato, pegação no pé, mimimi… e nunca achei que um dia faria um texto para falar o óbvio. Mas hoje depois que li uma simples dúvida me dei conta que o fato da pessoa não saber qual era o termo correto, certamente ela não conseguiria PESQUISAR pelo Google sobre o assunto e encontrar grupos de TIGHTLACERS que ela gostaria de conhecer na Europa.

Então é isso, coleguinhas.

Disseminem o termo CORRETO das coisas, tentem não contribuir para o desconhecimento de um assunto que tanta gente já condena por ignorância... assim vocês também estarão ajudando INCLUSIVE a quem está iniciando a buscar e encontrar as informações relevantes que ela realmente precisa.

AHH! Outra coisa e fazendo coro a uma “campanha” que vi algumas corsetmakers fazendo:

CORSET NÃO É CINTA.


NÃO SE FAZ TIGHTLACING COM CINTA - nem as que são mais estruturadas (leia mais aqui)

LEMBRE-SE: Mesmo que sua cinta/modelador seja uma peça mais estruturada, ela NÃO É UM CORSET 😉 saiba mais, clicando aqui e aqui.




18 de mai de 2018

Será mesmo que as mulheres da era vitoriana tinham 38 cm de cintura?

Achei este texto bem interessante que foi sugestionado na página da Josette Blanchard Corsets e achei que seria legal compartilhar o link aqui no blog.


Confira o artigo, Plus Size & Moda Vitoriana: uma boa combinação? Clique aqui!




17 de mai de 2018

Beiji nu ombri...recalqui...

Há dias atras no grupo TL Brasil questionaram sobre uma grife e como de praxe coloquei o textinho básico quando as grifes não estão na lista do grupo. Depois fui no perfil da corsetmaker (com meu perfil pessoal e vi que ela tinha me bloqueado) voltei no grupo e tranquei o tópico até que ela me respondesse por outro perfil dela que mandei mensagem.

Para minha surpresa em off, uma colega comentou algo como : "Iris vi que você comentou que a X te bloqueou, ela escreveu algo sobre você no perfil dela.."

Bom, só depois, na verdade HOJE, vi o que ela tinha comentado no perfil dela publicamente e ainda compartilhou no grupo que ela é admin. Achei bacana colocar aqui também no meu blog, o que de fato aconteceu.

Em 2016, X me procurou  e era uma época que ELA falava que outros corsetmakers usavam modelagens prontas para fazer seus corsets - esta informação foi também feita por ela de forma pública e confirmada por ela quando conversamos. Na época que conversamos o papo foi bem amistoso e com direito a ela agradecendo aos toque que dei na época.

Mas veja como tudo pode ser mudado e como o povão gosta de ver "o melado escorrer"... Abaixo o que foi publicado no grupo TL Brasil...

resposta padrão e ainda tive o cuidado de ir até o perfil da corsetmaker para avisa-la...

MASSSS me avisaram do recadinho público e do coração feito no perfil pessoal da PROFISSIONAL... (dando ênfase nas letras maiúsculas, pq o comportamento é condizente com uma)

o que são grifes "diferentes"? alguém me explica :D
ta parecendo aquele papo cabuloso de pessoas diferenciadas 

Os "grupinhos", bom, INHO é algo que eles menos tem - rs

Veja que em momento algum no comentário que fiz, falo mal da pessoa nem da grife. Mas a PROFISSIONAL viu a necessidade de usar seu perfil abertamente para desabafar ... Não sei o motivo do qual motivou a pessoa escrever isso, não escrevi nada demais foi apenas um textinho padrão.

Bom, a frase profunda da filósofa Valeska Popozuda deixarei de lado....  o recalque, bem, não sei que ponto se encaixa (recalque de que? - rs - tem que ter o ego bem inflado ou um vocabulário bem limitado pra falar isso) ...

Enfim, vamos logo abaixo ler pequenos fragmentos do longo papo que tive com X em 2016 (obviamente aqui no blog cortei o logotipo e nome da grife ao lado do dialogo)



A preocupação dela era NÃO SE QUEIMAR MAIS... você que está lendo este tópico, por favor, guarde esta informação na mente...

Veja que a tentativa de falar comigo foi me contratar para fazer o site para ela, sendo que eu RECUSEI. Como na época existia muito buzuzu em off sobre a grife joguei limpo e contei o que estava acontecendo e como ela afirmar que corsetmakers usavam moldes prontos para fazer os corsets era bem errado.

Pra mim não havia sentido algum... EU que tenho um blog que virou REFERÊNCIA e que muito texto sobre TL no Brasil foi criado a partir de textos deste blog fazer o site para ela com as coisas que ela tinha dito e eu tinha visto em seu trabalho. Eu seria TOTALMENTE incoerente em tudo que já escrevi neste blog e no que já falei...certamente as pessoas veriam que eu tinha feito o site e achariam que eu endossava a grife... era puro conflito isso, não tinha nem cabimento...



azul se refere ao que eu escrevi
Dei vários toques para pessoa PENSAR antes de escrever, como PROFISSIONAL que deveria ser ... os toques eram justamente pelo fato de estar COMEÇANDO, deveria ter mais zelo no que escrevia, afinal a preocupação dela era "se queimar mais" e o papo na hora desenrolou...

Acima é o print de uma das últimas mensagens que trocamos no longo papo que tivemos, como disse, o papo foi longo e não tem nem metade do que conversamos. Agradecimento e coraçãozinho rolou e não só aí. Depois disso nunca mais houve contato. Só vi no momento que rolou o lance na TL Brasil dia 14 que ela tinha me bloqueado.

Lembram da informação sobre o SE QUEIMAR MAIS... pois bem, acho que ficou bem claro que depois do lance de afirmar com todas as letras que corsetmakers A, B, C usavam moldes prontos em seus corsets e depois de ter tido um papo amistoso comigo em 2016, ela agradecendo e enchendo de coração falando que já lia este blog desde 2011, falar AGORA que EU não tenho conhecimento de causa (rs - muuuuuitos rs - muitos messsmoooo), tenho recalque (????oi???) já mostra que ELA se queima S-O-Z-I-N-H-A e à toa.

Pra que isso? Pra ter o que? Uns likes, coraçõezinhos, um afago virtual, pra fazer a vítima da vez injustiçada... NOS POUPE! Aliás... ME POUPE!

Uma coisa é saber ouvir CRÍTICAS CONSTRUTIVAS e ter humildade suficiente em reconhecê-las (achei que as tinha, quando agradeceu os toques que dei na época), outra é ter o ego tãooooo inflado e uma capacidade cognitiva tão zoada para simplificar tudo a "falam mal de mim" se vitimizando e ainda achar que estes tem recalque/inveja da sua pessoa... 🙄

X, um dia quem sabe a maturidade entre na sua mente e quando ela chegar, me procure. Meu perfil é aberto pra papo com todas as corsetmakers mentalmente maduras.


[ Trancarei a publicação aqui. Ela apenas é um comunicado aberto em resposta a mensagem PUBLICA que a PROFISSIONAL fez (enfase na maiscula -rs) ... não quero que polemize pelos comentários ]

ps.: lembrei de novo daquela tirinha própria para pessoas que sofrem deste discurso limitado:




12 de mai de 2018

Corset x Anatomia

Navegando por aí encontrei uma indicação de post sobre CORSETS x ANATOMIA.  No caso a pessoa está analisando corsets de uma determinada marca gringa (orchard corsets) que tem o costume de vender corsets com tamanhos padronizados... mesmo assim tem certos insights que são bem interessantes para quem gosta de ver detalhes na modelagem de um corset... ou mesmo, pra quem acha que corset é tudo igual sem se aperceber o tanto que ele pode detonar o corpo de quem vai usá-lo

Para acessar o texto (em inglês), clique aqui.

Algumas imagens bem interessantes que você vai encontrar no texto e que valem o registro aqui no blog:




Um tempo atrás fiz um post tem a ver também com este assunto e para quem não leu ainda, acho que vale bem a pena: Você vê corsets estranhos com que frequência? O tempo todo! Por lá você encontrará mais links também interessantes para ler... veja todosss garanto que a leitura será bem interessante 😉

Pra você que chegou agora no blog e no mundinho do Tight Lacing e dos corsets > Quer ler mais sobre?

Respire fundo e clique aqui! Não esqueça de LER não vale só clicar - rs




9 de mai de 2018

Corset Vitoriano Sob Medida - Costurando e Projetando

Conversando com Fabiana Seixas, da grife Fabi Seixas sobre vááááááááárias coisas do mundinho dos corsets ela acabou comentando sobre um livro. Achei que valia super a pena, além de compartilhar lá no grupo Tight Lacing Brasil, compartilhar aqui também no blog.


Pelo pouco que vi do conteúdo é um ótimo livro para quem aí está pensando em confeccionar corsets. Abaixo vai uma publicação da autora do livro, Kátia Costa (caso não apareça abaixo, clique aqui) :


Na publicação da autora, tem algumas imagens do que você vai encontrar no livro, além do link para compra.

Vi no youtube que tem alguns depoimentos sobre o livro então se estiver ainda em dúvida pode dar uma pesquisada por lá que encontrará relatos de quem já comprou.

Bom, é isso ;) #ficadica e fica o meu OBRIGADA pra Fabiana, que além desta deu outras dicas bem válidas com o tempo vou compartilhando aqui no blog e pelo grupo!

Pra você que chegou agora no blog e no mundinho do Tight Lacing e dos corsets > Quer ler mais sobre? Respire fundo e clique aqui! 😉


UPDATE


10/05/18 - #curiosidade

Kátia Costa foi a profissional que ensinou as costureiras da Tv Globo a técnica passada em seu livro sobre Corsets Cônicos. Todo o aprendizado pôde ser conferido na novela, LIBERDADE LIBERDADE, de 2016. Última produção do canal intitulada "novela das onze".